A CO_ apóia o ecossistema

de empreendedorismo socioambiental do México

A CO_ apóia o ecossistema

de empreendedorismo socioambiental do México

México / Instituições financeiras

img1.jpg

Por meio de seus dois braços de intervenção: CO_Plataforma e CO_Capital, a organização CO_ já apoiou mais de 600 empresas em diferentes estágios de desenvolvimento. Uma delas, a Sistema. bio,oferece acesso à energia limpa e a fertilizantes orgânicos para pequenos produtores, visando combater a pobreza e a mudança climática e promover a segurança alimentar.

CO.png
 

Antecedentes e contexto

Devido ao acesso limitado à informação e às novas tecnologias, os pequenos agricultores correm o risco de ficar para trás nas transformações estruturais do mundo rural, impulsionadas pelos avanços tecnológicos, energéticos e de inovação. O desenvolvimento do potencial produtivo desses agricultores e a sua integração a novos mercados lhes permitirá aumentar a sua renda e atingir melhores condições de vida para seus lares.

Além disso, é estimado que a população mundial passará de 7,3 bilhões de pessoas em 2015 para quase 9,8 bilhões até 2050¹. No México, a população crescerá de 121 milhões em 2015 para quase 148 milhões até 2050². Nesse cenário, um aumento de 50% na produção de alimentos e produtos agropecuários será indispensável para atender à nova demanda³, um desafio para os pequenos agricultores, que precisarão se adaptar e ser mais produtivos em um contexto de mudanças climáticas.

O uso de energia limpa é uma oportunidade para o campo e os pequenos produtores, devido às vantagens obtidas tanto pela gestão de resíduos, como pela redução dos custos associados ao consumo de energia elétrica. Porém, ainda é uma prática pouco difundida, em parte pela falta de vontade e financiamento por parte dos governos.

A Lei de Transição Energética, editada em 2016, estabelece metas concretas para o desenvolvimento de uma economia de baixo carbono. Estipula que até 2050, 50% da geração total de energia elétrica terá que ser “verde”⁴. Mas será difícil cumprir esses compromissos, já que o atual governo está apostando em investimentos na extração de energia fóssil.

Diante desses problemas socioambientais e com o objetivo de apoiar empreendedores sociais com potencial para resolver desafios em larga escala, a organização CO_, por meio de seu fundo de investimento CO_Capital, decidiu financiar o Sistema.bio, uma empresa social que projeta, fabrica, vende e financia biodigestores. Esses sistemas processam e transformam resíduos orgânicos em biogás e poderosos fertilizantes orgânicos, permitindo que pequenos produtores e unidades agrícolas atendam às suas necessidades energéticas.

A rede de organizações formada pela CO_Plataforma tem permitido que a Sistema.bio forme vínculos com atores relevantes para seu fortalecimento.

¹ FAO, (2017). El estado mundial de la agricultura y la alimentación. Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura. Roma, 2017. Disponível em
² CONAPO, (2018). Indicadores demográficos da República Mexicana, no ano. Disponível em
³ FAO, (2017). Op cit.
⁴ Ministério de Energia do Governo do México, (2016). México atingirá a sua meta de 35% de geração elétrica com energias limpas em 2024. Boletim de imprensa. Disponível em

foto1 (1).jpg

Descrição

 

Em 2012, Tania Rodríguez Riestra e Felipe Fernández se propuseram criar uma plataforma que impulsionasse soluções inovadoras e escaláveis para contribuir para a solução dos desafios mais urgentes do México. O resultado foi a CO_Plataforma, projetada como uma organização intermediária (incubadora de incubadoras) que apoia, com financiamento e serviços não financeiros, iniciativas como aceleradoras, incubadoras e certificadoras internacionais para oferecer programas de alta qualidade a empresas sociais no México.

Nos últimos nove anos, a CO Plataforma selecionou e apoiou o lançamento de quatorze iniciativas de empreendedores sociais no México. Essas iniciativas atendem anualmente entre 100 e 250 empresas, abordando problemas de falta de acesso à educação, saúde, emprego e infraestrutura básica para pessoas em situação de pobreza e marginalização no país⁵.

Devido à maturidade do ecossistema de impacto no México, ao número de empresas que participam dos programas da rede da CO_Plataforma e às suas necessidades de financiamento, foi criada em 2018 a CO_Capital. Trata-se de um fundo de investimento de triplo impacto (ambiental, financeiro e social) direcionado a empresas em fase de crescimento inicial que visam reduzir as desigualdades socioeconômicas e mitigar a mudança climática, além de terem alto potencial de escalabilidade no México e na América Latina.

Nos últimos nove anos, a CO Plataforma selecionou e apoiou o lançamento de quatorze iniciativas de empreendedores sociais no México.

O fundo investe em empresas que oferecem soluções nas áreas de educação, empregabilidade, desenvolvimento econômico, infraestrutura, água, energia, saúde e bem-estar, habitação e agricultura e alimentos. Os investimentos neste último setor buscam beneficiar pequenos produtores por meio de modelos de negócios inovadores⁶. É por isso que a CO_Capital decidiu apoiar a Sistema.bio.

A Sistema.bio projeta, fabrica, vende e financia biodigestores. Uma das apostas do modelo é melhorar a situação econômica dos pequenos produtores. Além de poder utilizar a energia gerada nas atividades agropecuárias e contar com uma produção própria de biofertilizantes, os produtores podem adquirir equipamentos que possibilitam o uso do biogás para atender necessidades residenciais.

O modelo de intervenção da Sistema.bio garante que cada beneficiário receba informações, treinamento e serviços de qualidade para o bom funcionamento e a manutenção de seus biodigestores. É oferecido um acompanhamento customizado de seis meses aos produtores para garantir que o equipamento esteja totalmente funcional.

O acompanhamento consiste em seis etapas:

A Sistema.bio oferece opções financeiras acessíveis para a aquisição de biodigestores, visto que os pequenos produtores são excluídos da oferta de crédito das instituições formais e não têm capacidade de pagamento à vista.

Devido à natureza inovadora e replicável de seu modelo, o Sistema.bio começou a se expandir em 2016 com a sua chegada à Nicarágua; em 2017,entrou na Colômbia e no Quênia e, em 2018,na Índia.

CO 2.png

⁵ Co, (2020). Membros da nossa plataforma. Disponível em
⁶ Co, (2020). Setores focais Disponível em

foto2 (1).jpg
 

Implementação

Para acessar os fundos da CO_Capital, a empresa deve ter um modelo de negócios autossustentável e comprovado, bem como uma equipe sólida e alinhada à missão e ao impacto.

A aprovação do financiamento a ser concedido pela CO_Capital é caracterizada por um processo de due diligence que inclui uma análise do modelo de negócios e, paralelamente,do modelo de impacto; somente se avança para o processo de revisão financeira se o impacto que a organização busca gerar e seu compromisso forem reais. Durante o processo de investimento, a equipe da CO_Capital trabalha com consultores de impacto especializados no setor para desenhar a Teoria de Mudança e as métricas de referência. Esses consultores dão apoio à equipe enquanto dialogam com o Comitê de Investimentos da CO_Capital, no qual são discutidas questões comerciais, financeiras, legais e de impacto.

Os resultados do processo são apresentados ao Comitê de Impacto, ao Comitê de Investimentos e ao Comitê Técnico, que votam para tomar a decisão de investir ou não na empresa.

Desde 2017, a Sistema.bio trabalha com a Kaya Impacto, uma das organizações incubadas pela CO_Plataforma e que se dedica a oferecer consultoria financeira a empreendedores em captação de capital em condições justas e bem-sucedidas. Isso favoreceu que, em 2019, o fundo CO_Capital decidisse investir nessa empresa, consolidando a importância de utilizar ambos os braços de apoio: com capital filantrópico nos estágios iniciais do negócio e,nos estágios mais avançados,apoio com retorno financeiro para a CO_Capital.

Financiamiento personalizado

A CO Capital financiou a Sistema.bio adquirindo uma participação acionária de US$ 500.000 mediante um único desembolso, representando 10% do capital total arrecadado na rodada. A negociação começou em 2018 e foi concluída em 2019 com a entrega do investimento. O valor total da rodada de investimento realizada pelaSistema.bio foi utilizado como capital de giro, investimento em tecnologia e microcréditos para seus clientes.

O Sistema.bio se caracteriza por ser um modelo híbrido de financiamento, cuja estrutura recebe investimentos filantrópicos e capital de retorno⁷.

"Conseguimos alavancar uma mistura de recursos, incluindo filantropia, equity e dívida".


Alex Eaton

CEO e co-fundador da Sistema.bio.

Apoio não financeiro

O apoio não financeiro que a CO_já prestou à Sistema.bio por meio de seu braço filantrópico fortaleceu sobremaneira o projeto, mediante assessoria para organizações pertencentes à CO_Plataforma. Em particular, entrou em um processo de aceleração com a Village Capital, e recebeu consultoria em captação de capital da Kaya Impacto por mais de dois anos.

O fundo CO_Capital também fez o acompanhamento direto das áreas de gestão financeira e operacional da Sistema.bio para fortalecer processos e a apresentação das demonstrações financeiras. O apoio visa fazer com que aSistema.bio não seja altamente “intensiva em capital”, ou seja, que não precise do financiamento constante de seus investidores para levar a cabo suas atividades de venda, distribuição e manutenção de biodigestores.

Finalmente, o conhecimento da CO_Capital sobre o ecossistema de empreendedorismo e investimento social permitiu à Sistema.bio entender melhor o mercado financeiro mexicano.

⁷ Além da Co_Capital, Sistema.bio tem outros investidores tais como DILA Capital, uma empresa de capital de risco; Electrifi, um investidor de impacto que financia projectos energéticos; e EcoEnterprise Fund, um investidor de impacto ambiental de renome mundial.

foto4 (1).jpg
 

Resultados

A CO_Capital tem seu próprio processo de análise e gestão do impacto de seus investimentos. Começa com um processo de due diligence com o desenvolvimento de uma Teoria de Mudança, além de métricas de monitoramento a serem incluídas no contrato de investimento. Nesse contexto, a empresa deve apresentar relatórios mensais ou trimestrais com informações financeiras, comerciais e de impacto.

Além do sistema de medição e monitoramento da CO_Capital, a Sistema.bio possui suas próprias ferramentas de monitoramento para relatar os avanços ao seu círculo de investidores. Seus relatórios incluem indicadores comerciais, sociais e ambientais, como o número de pessoas beneficiadas com os biodigestores, o número de biodigestores instalados e o volume de gases de efeito estufa mitigados, entre outros.

A coleta de dados se realiza nas unidades de produção a partir do primeiro dia da intervenção e durante seis meses, tempo necessário para mensurar o impacto em cada um dos produtores, que recebem atendimento profissional personalizado para coletar as informações necessárias.

Esse sistema de informações permite avaliar os resultados da intervenção da Sistema.bio, e ajuda a CO_Capital a fazer um acompanhamento das atividades da empresa em tempo oportuno:

"A Sistema.bio[...]tem definidas todas as métricas de impacto, que são relatadas a nós trimestralmente".


Anca Huzum

Diretor de Finanças e Operações da CO Capital.

Em pouco menos de um ano após o primeiro investimento da CO_Capital, os resultados atingidos superaram as projeções iniciais. Somente em 2019⁸, aSistema.bio registrou:

  1. 11.971 sistemas instalados

  2. 71.826 pessoas com energia limpa e renovável.

  3. 162.814 toneladas de CO2 mitigadas.

  4. Mais de 10 milhões de toneladas de resíduos tratados.

  5. Mais de 2,4 milhões de árvores preservadas.

Dessa forma, a Sistema.bio atingiu e superou os resultados financeiros, sociais e ambientais esperados pela CO_Capital, e dobrou suas vendas para 6.000 unidades em comparação com 2018, com faturamento de US$ 4 milhões.

A CO_Capital ainda não estruturou uma estratégia de saída para a Sistema.bio. Sua principal preocupação é garantir o crescimento a longo prazo, e não “forçar a venda” da empresa.

 

Aprendizados e perspectivas

As organizações CO_Plataforma e CO_Capital têm sido fundamentais para o crescimento de empresas sociais. O fato de o empreendedorismo contar com um ecossistema de apoio que permite o fortalecimento do setor contribui para a mitigação significativa de seus riscos.

Além disso, a participação da CO_Capital ajudou a incentivar outros financiadores a continuar investindo na Sistema.bio.

Para a empresa apoiada, o principal aprendizado de sua parceria com a CO_ é que o capital não precisa ser “preto ou branco”. A mobilização da renda em todo o contínuo de capital é possível e desejável no caso das empresas sociais, desde que sejam seguidas boas práticas de poupança e capitalização.

Além disso, um modelo de negócios rentável potencializa muito a sua capacidade de gerar e multiplicar o impacto social. Para isso, é preciso aprender não apenas com as organizações não governamentais, mas também com negócios tradicionais bem-sucedidos. Dessa forma, é possível ter uma empresa de excelência que mede seus resultados de acordo com seu impacto social.

Para a empresa apoiada, o principal aprendizado de sua parceria com a CO_ é que o capital não precisa ser “preto ou branco”.

A crise econômica ocasionada pela COVID-19 está provocando novos desafios de sustentabilidade financeira e um desânimo generalizado entre os investidores para financiar iniciativas desse tipo. A CO Capital testemunhou esse movimento de deserção quando se trata de apoiar novos empreendimentos. Nesse contexto, o apoio não financeiro se torna estratégico. No caso da Sistema.bio, a pandemia desacelerou seu crescimento, fazendo com que a empresa optasse por investir a maior parte do financiamento em capital de giro, enquanto não houver uma retomada das vendas.

CO_Capital e a CO_Plataforma estão operando de forma muito sinérgica com resultados muito positivos, evidenciando que o investimento de impacto com retorno financeiro é possível, e que parcerias frutíferas podem ser feitas com essa finalidade.

"Nossa filosofia, e talvez recomendação, é que você não deve esperar que os negócios batam na sua porta. É preciso buscar, construir e fortalecer o ecossistema de empreendedores que estão fazendo um trabalho extraordinário e apoiá-los com diferentes ferramentas ao longo do tempo".

Tania Rodríguez

Co-fundadora e CEO da CO_.